3 de mai de 2009

MEUS DIAS DE LIBERDADE PODEM ESTAR CONTADOS!!!


As imagens desta página forem retiradas da busca Google



MEUS DIAS DE LIBERDADE PODEM ESTAR CONTADOS!!!


Se depender do projeto de lei 84/99 (Lei Azeredo), que a princípio apoiaria em regras jurídicas e agora incorporou regras policiais, adicionadas pelo Ministério da Justiça.

Você já se deu conta se isso vier acontecer? Seremos vigiados, controlados. E, como acontece com o preconceito racial no Brasil, teremos uma ditadura velada! Será o adeus à liberdade de expressão, adeus aos direitos de exposição dos pensamentos sem monitoramento. Melhor será contarem nossos dedos do que nos impedir de sermos livres!

E não para por aí... Os provedores obrigatoriamente deverão autenticar o número de registro de pessoa física ou jurídica, nome completo, filiação... Além de controlar a navegação, ou seja, os horários de entrada e saída do internauta, é mole?



É retrocesso? Estaremos voltando aos tempos da “bem ditadura” ? Se for um retrocesso de valores gerais do país a fim de moralizar e frear ações criminosas, eu até aceito desde que sejam banidos todos os corruptos, salafrários que se intitulam “representantes do povo”. Representantes meus não são! Eu que não assumo esses filhos das quantas feios. Afinal, dizem que "filho feio não tem pai", correto?

E hoje, Dia do Trabalho, uno-me
a todos os trabalhadores que lutem para que esse projeto de lei não vingue, pois ficaremos à mercê de especuladores que bloquearão não só nossos escritos, mas nossos pensamentos... Vamos ter que andar com uma fita métrica e medir as palavras ou andar com uma balança para saber o peso das nossas escritas...

Amo ser livre. Gosto de
expressar o que tenho em meu pensamento sem medo de ser punida ou impedida por isso.

Começa assim,
tido por eles, como uma medida de cautela e seguranhça, mas eu digo que é controle e abuso. E depois, o que mais poderá vir?

Então, amigo leitor, caso esse projeto vingue farei meu protesto boicotando a internet. Não acessarei mais. Posso perder por deixar de fazer o que amo, parar de escrever aqui, mas perderão muito mais os provedores! Então eles que lutem por nós, não é?''

Preste atenção,
seus dias de voo livre pelas ondas da internet podem estar contados... Vai acatar ou boicotar? ;Dja



"BESTEIROL"... CRIAÇÃO DOS NOMES E COISAS...




"BESTEIROL"... CRIAÇÃO DOS NOMES E COISAS...



A mãe queria dar um nome diferente para novo bebê. Uma menina. E ficava dias e mais dias escolhendo... Até que um belo dia, o pai chegou do trabalho falou:

- Débora, eu estive na esquina do Uruguai e encontrei seu irmão. Ele e Ana faziam compras...

Aí, a Débora ficou repetindo:

-Ele e Ana, ele e Ana, ele e Ana ...

- É, mulher! O que foi? Emperrou o disco?

- Não! É que nossa filha irá se chamar ELIANA! Ki, ki, ki...


***********


O fazendeiro foi com mulher comprar uma espingarda para afugentar os cachorros do mato que estavam acabando com as galinhas deles.

Escolheu uma bonita, porém o preço era bem salgado para o bolso dele. Então, disse para sua mulher Bina:

- Vixi! É cara, Bina!

O dono da loja ouvindo aquilo e por estar querendo patentear um novo fuzil, gostou do que ouviu e disse:

- Leva esta novidade, um fuzil curto que é uma beleza!

-Mas, desse nunca vi... Como se chama?

- CARABINA! – Respondeu o comerciante.





He,He, He... Bom domingo com o “besteirol” da ;Dja!!!

Djanira Luz

As imagens desta página foram retiradas da busca Google

POESIA NA VEIA...



Veja, querido, eu tenho poesia na veia
E minha palavra pode prender qual teia
Respiro da vida a beleza, puro lirismo
Verso forte abala a alma qual cataclismo...

Escorre mel das letras, um sabor agradável
Você lê e diz sentir-se bem confortável
No pensamento navega minha imaginação
Mas é amor quem dá o tema, a inspiração...

O olhar toma emprestado da natureza
O dom de revelar maravilhas com proeza
Produzo o que sinto, não o que posso ver
Cerro meus olhos, o que enxergo é você...

Já faz parte de mim, você me habita
Torna minha escrita mais alegre, bonita
Está em tudo o que vivo e componho
Confesso que é o meu melhor sonho!

A cada dia eu comporei, prometo
Versos simples ou mesmo um soneto
Brindarei o grande amor que lhe tenho
Abro a alma e em poesia me desenho...

Em meus rabiscos vai me encontrar
Pelos meus signos irei me revelar
Seu coração de paixão ficará queimado
Nessa hora entenderá que está amando...









Djanira Luz

AS SUAS MARCAS...


As imagens desta página foram retiradas da busca Google


AS SUAS MARCAS...


Quando se olha no espelho, você me vê?
Se toca o corpo é minha mão que sente?
Em sua boca guarda o meu gosto de prazer?
Na pele ainda exala meu aroma quente?

Quando pensa em mim, me diga
Corre um frio cortante na barriga?
Acelerado bate o seu coração
Movido pelo calor da recordação?

Os olhos queimam por querer chorar?
Sente o desejo de novo me amar?
O meu retrato abraça em seu peito
E seca a lágrima, disfarça sem jeito?

Desconheço as suas considerações
Fico aqui com minhas interrogações
As suas marcas eu guardei por dentro
Não se apagam ainda que passe o tempo...




Djanira Luz

ELOS ROMPIDOS...



As imagens desta página foram retiradas da busca Google


ELOS ROMPIDOS...


Não adiantou a comunhão
Desfez-se a união
Nem a palavra proferida serviu
A casa ruiu...

Dispersou o caminho paralelo
Rompeu-se o elo
Nada mesmo adiantou
A corda arrebentou...

Descartados anos de confiança
Findou-se a aliança
Não valeu engolir sapos
Anulados foram os contratos...

Agora curar a ferida que rompeu
Recuperar tempo que se perdeu
Do passado nada mais importa
É o fim, o adeus, o fechar de porta!


Djanira Luz