13 de jun de 2009

HUMOR NEGRO - UM PITO EM SANTO ANTÔNIO!


Imagem interna da Capela Santo Antônio - Nova Friburgo

As imagens desta página foram retiradas da busca Google, caso seja sua criação e não autorize postá-la, favor entrar em contato comigo que retirarei imediatamente. Obrigada!



HUMOR NEGRO
- UM PITO EM SANTO ANTÔNIO!

É Santo Antônio... Neste dia dedicado a você, eu venho protestar por não atender meus pedidos!

Quando pedi para encontrar o avião de voo AF 477 da AIR FRANCE era para encontrá-lo com a tripulação viva e ainda quando pedi para que trouxesse o amado da minha amiga de volta era para ele ter retornado para ela com a mesma paixão e não assim cheio de dúvidas e “outras” ideias na cabeça...

Ouvi também queixumes daquele meu vizinho dizendo que o que era para você trazer de volta não trouxe ou se trouxe foi pela metade. Agora os cinco quilos que com grande esforço eliminou, você foi capaz de fazê-lo encontrar ao saborear aqueles quitutes maravilhosos da quermesse... Até uma tia minha que retocara a pintura dos cabelos, encontrou umas madeixas brancas. E olha que ela suplicou-lhe que a tintura durasse mais tempo! Bem que poderia ter atendido ao pedido dela, sabendo que é carola e sua devota! Como pôde fazer uma coisa dessas justo quando ela estava pronta para enamorar-se do farmacêutico da cidade?

Bem que algumas pessoas me disseram que eu deveria tê-lo posto numa caixa d’água amarrado de cabeça para baixo. Mas, eu fiquei comovida de fazer isso com um santo, muito mais por ser o padroeiro da paróquia que frequento. Por sua sorte não sou dada à torturas ou violência e não dei ouvidos aos conselhos das meninas. Entretanto, diante dos meus pedidos terem sido atendidos de um jeito torto, penso em rever meus conceitos e acatar a voz do povo, pois dizem que a voz do povo é a voz de Deus, não é?rs

Vou lhe dar uma chance de redimir-se. Atenda aquela minha lista quilométrica de pedidos ao pé da letra que eu desisto da ideia de colocá-lo na água gelada da caixa d’água... E olha que a temperatura daqui congela até alma!

Fica assim combinado, eu aguardo as graças. Por ora vou me contentar com os seus pãezinhos bentos para que não me falte alimento e que eu tenha sempre para dividir. E cuida bem do meu coração para que ele não sofra mal de amor. Senão... Já sabe onde você vai parar! Depois não vai me chamar “Anjo da Morte” dizendo-me que sou parente de Josef Mengele...

PS- E cura-me logo deste resfriado, "presente de grego" do Dia dos Namorados!

E você aí do outro lado da tela fria de um computador, já fez seu pedido ao Santo casamenteiro e “achador” das coisas?rs



Djanira Luz

A INTENSIDADE DO SENTIMENTO...


As imagens desta página foram retiradas da busca Google, caso seja sua criação e não autorize postá-la, favor entrar em contato comigo que retirarei imediatamente. Obrigada!




A INTENSIDADE DO SENTIMENTO...


Paixão – A gente só entende quando sente...



O coração batendo na garganta, uma incomum gagueira, um leve tremor nas mãos, a fala desconexa... Toda vez que ele aparecia na minha frente ou um simples telefonava dele era capaz de abalar a estrutura de uma jovem que se dizia durona, fria e calculista para o amor. Não teve jeito! Sim, a paixão me pegara e tinha forma, cor, cheiro, nome... Estava perdidamente apaixonada por ele e sentia raiva de admitir e raiva por ter todos aqueles sintomas exteriorizados denunciando o que de secreto trazia no coração.

Vivi intensamente essa paixão, com o passar dos anos, o ciúme dele foi minando a relação e a minha mente antes passional, voltou para o racional e percebi quanta coisa havia feito que não faria se não estivesse possuída pela droga entorpecente da paixão. Apesar de amá-lo tanto e ser amada de igual tamanho e intensidade, o fim foi inevitável. Sofri, chorei e a presença dele me acompanhou ainda por muito tempo até o dia em que não doeu mais recordá-lo. A vida seguiu. Um amigo meu não teve a mesma sorte, pois a antiga namorada cuja paixão louca, era na verdade, obsessão, fez da vida dele um inferno de Dante, uma morada eterna de Hades, até matar a cadela dele tentou...

Paixão e sua dualidade – a boa que nos faz alegres, saltitantes, vemos só o lado bom e colorido da vida. A nociva que leva à morte... Ela é movida pelo ódio, pela gana de possuir alguém ou alguma coisa com tanta força que nos cega impedindo-nos de agir com sanidade. Nas duas formas da paixão há o exagero. Tudo o que nos cega para o belo e para a razão é nocivo e perigoso...

Não há vacina contra paixão. Ela não é elegante, se instala no coração sem hora marcada ou convite e dura um tempo determinado, quando não é paixão de amor verdadeiro. A paixão duradoura quando se abranda, permanece aquele amor bonito que vale a pena; no mais a paixão é feito fogo de palha, seu prazo de validade não dura o tempo de muitos beijos e amassos... Concorda?rs