25 de jul de 2009

SABOR PARA CADA OCASIÃO...


As imagens desta página foram retiradas da busca Google, caso seja sua criação e não autorize postá-la, favor entrar em contato comigo que retirarei imediatamente. Obrigada!




SABOR PARA CADA OCASIÃO...


Olhou para ela que foi logo lhe dizendo:

- Dia limão, não me amole!

- Voltarei, então, quando morango...

- Não! Venha em dia uva moscatel, dia do beijo doce...

Havia código entre eles. Ela gostava disso. Poupava-lhe muitas palavras e explicações. Dias de zanga era limão, jiló, groselha. Os de ciúmes, pimenta, wasabi, gengibre... Dias de alegria, jabuticaba, abacaxi, carambola. E os de amor, manga espada, lichia, uva moscatel. Para os de sedução, morango, maçã.

No amor, a sintonia, os olhares, algumas palavras bastam para entendimento entre os que se querem bem.



Gosto demais DJAbuticaba!!!rsrs

VOANDO SEM MEDO DE VIVER...


As imagens desta página foram retiradas da busca Google, caso seja sua criação e não autorize postá-la, favor entrar em contato comigo que retirarei imediatamente. Obrigada!


VOANDO SEM MEDO DE VIVER...



-Não quero, doi, deixa-me quieta... Só mais um pouco, por favor!

- É chegada a hora, o momento é este... A vida te espera!

- Mas, eu sinto dor se tento sair, aqui tem aconchego, é confortável...

- Ah! Eis a vida, o preço de se crescer é a dor... Já não és menina, fez-se mulher!

- Então, não saio. Viverei e morrerei aqui sem sofrimentos! Deixa-me, vá!

- E perder a beleza por medo de alguma dor? Acaso não mais sofre o ser sozinho?

Ouvindo isso, a borboleta rompeu o casulo e desbravou para a vida. Ainda que haja alguma dor é bem melhor do que sentir a dor da solidão. Pensando nisso foi que a borboleta voou libert
ando-se do medo de viver..



Djanira Luz