16 de jun de 2009

UM MILÉSIMO DE MIM...

Imagem criada pelo designer Guilherme Marconi



UM MILÉSIMO DE MIM...

Gosto da auto-análise proposta por Sócrates: “Homem, conhece-te a ti mesmo” e vim desvendar um pouco de mim.

COR PREFERIDA:

Lilás. Tons lilases para tecidos, bichinhos de pelúcia, parede, lipstick e amarelo para flores, sobretudo a rosa cuja flor é minha preferida dentre todas. É lindo em dias nublados encher a casa delas, dá impressão que o Sol apareceu e ver os ipês amarelos contrastando com o verde lá nas matas, é qualquer coisa de divino...

UMA MÚSICA QUE GOSTO DE OUVIR SEMPRE:

Vou responder com três propostas, pois para cada clima, tenho uma música que gosto de ouvir.

No meu dia-a-dia, na paz, gosto de ouvir “O Barquinho” na voz de Nara Leão. A letra, a música me transporta para a calmaria do mar e me vejo mesmo navegando no barquinho sob o céu azul do verão;

Quando estou “elétrica” e saltitante, ouço “Another One Bites The Dust” do Queen & W. Jean Feat P. Michel/Free. Uma delícia! Ouço no momento!

Em momentos apaixonados, nada melhor que um jazz, o meu preferido é “I Cant’ Get Stardet” de Ben Webster. É fechar os olhos e deixar fluir a música...

DUAS PALAVRAS:

Nunca Desista!

UMA FRASE :

A trago guardada no baú da memória, talvez eu peque e não transcreva corretamente. Mas, basicamente é isso. Foi o que também me fascinou e ajudou a descobrir a paixão pela poesia, pela escrita.

“Se poeta fosse doutorado, seu anel de grau seria uma saudade cravada numa dor.” (Catulo da Paixão Cearense).

UM SONHO:

Ter um final feliz para cada sonho...rs

FILMES QUE APRECIEI:

1. O Conde de Monte Cristo – Nesse filme, como achei doce a vingança, pois nada mais justo para quem foi vítima de inveja, traição, corrupção. Aprende-se muito com ele a ter calma e saber agir no tempo oportuno...

2. O Motim - A história da libertação da Índia ficou encantadora com a mostra da música, da dança e cultura indiana.

PALAVRAS: SUAVES OU FORTES?

Amo as palavras. Da erudita à maldita, cada uma no seu devido tempo.

MARCA DE PERFUME PREFERIDO:

Não me prendo às marcas, fecho olhos e escolho pelo aroma. Assim como faço com as pessoas, não olho as aparências, e sim essência... Mas, tem que ter notas de pêssego, sândalo e baunilha...rs

INDICAÇÃO DE UM LIVRO, UMA PEÇA DE TEATRO, UMA ÓPERA:

O Príncipe” de Maquiavel – Duro, forte, mas imperdível a sua leitura.

Minha mãe é uma peça!” Com o ator Paulo Gustavo – Uma comédia para doer a barriga de tanto rir... Muitas mulheres irão identificar-se em algum momento com a personagem...rs

Nessum Dorma” na voz de Martin Fernandez, tenor e amigo. Você pode ouví-la com Andrea Boceli.

ALGO PARA FINALIZAR:

A vida é feita de momentos únicos, aproveite-os e não espere demais do outro. Somos falhos, somos humanos...

O Deputado que vai para o Céu!


As imagens desta página foram retiradas da busca Google, caso seja sua criação e não autorize postá-la, favor entrar em contato comigo que retirarei imediatamente. Obrigada!



O Deputado que vai para o Céu!


Época de eleição é fogo! Aparece cada figura, cada situação...

Não deu para entender o que o Rudson, aquele Deputado Federal que tinha se envolvido em várias falcatruas entre outros atos ilícitos escolher justo fazer comício em frente à Catedral da cidadezinha.

E começou seu sôfrego discurso na cidade cujo nome parecia zombar dos eleitores que sempre votavam nos mesmos candidatos velhacos:

- Meu povo querido, meu amigos, conto com seu apoio mais uma vez para ser o prefeito desta bela cidade de “PANACOVISKS”... Sempre zelei pela moral, pelos princípios, pela ética e bons costumes...

Seu Haroldo, que não tolerava ouvir mentiras, gritou:

- Nessas horas qualquer candidato vira Santo, Anjo até mesmo Arcanjo!!! Deixa de falsidade, homem!

Mantendo a cara-de-pau peculiar de "alguns muitos" políticos, o candidato prosseguiu:

- Meu senhor, não se altere, sou um bom cristão. Com certeza quando morrer irei para o céu conviver na presença Nosso Senhor Jesus Cristo!

A missa tinha acabado naquele instante. Dona Hermínia, mulher carola teve tempo de ouvir aquelas sandices dita pelo Rudson. Ciente dos atos ilegais do candidato, a senhorinha foi afastando as pessoas, empurrando-as para que ela pudesse chegar mais perto do palanque.

Dona Hermínia juntou toda energia que restava depois das orações proferidas durante a missa e com sua voz fininha, bradou:

- Você vai pro céu sim, seu sem vergonha... Pro céu da boca do capeta!


Djanira Luz

ESTRELAS DO MEU OLHAR...


As imagens desta página foram retiradas da busca Google, caso seja sua criação e não autorize postá-la, favor entrar em contato comigo que retirarei imediatamente. Obrigada!

ESTRELAS DO MEU OLHAR...

Chorei por horas a fio
Em mim total solidão
A dor, grande desafio
Ocupa uma imensidão...

Dos olhos escorre o negro
O tom do amor perdido
Inunda em mim o desprezo
Um pranto desiludido...

Quero palavras aqui dentro
Brancas que tragam a paz
Aliviar d’ alma o sofrimento
Nada agora me satisfaz...

As mágoas que derramei
Do coração maltratado
Em estrelas transformei
O céu ficou salpicado!


Djanira Luz

EU SOU UMA PALHAÇA...



EU SOU UMA PALHAÇA..
.

Quando vi um palhaço dando chineladas num menino, eu fiquei decepcionada com os palhaços. Para mim, aos cinco anos, palhaço era aquele que só fazia rir, que só era e só dava alegrias para as crianças.

Aquela visão do palhaço agredindo uma criança fez com que eu repudiasse a imagem do palhaço. Mesmo quando soube que ele repreendia o filho por estar perto demais da jaula do leão, eu parei de gostar de palhaços...

Tempo passou, cresci e numa ida ao circo, vi um palhaço chorando e, mesmo adulta, me surpreendi com aquela imagem do palhaço triste. Talvez por ter sido reportada para o dia em que eu menina via aquele palhaço agredindo um menino e ali já crescida, sentia o mesmo desconforto de outrora. E, parecendo ler meus pensamentos e minha cara de espanto, sem que eu pronunciasse palavra sequer, o palhaço me disse:

-Por trás da máscara de palhaço existe um homem que chora e que sofre como você, como qualquer outra pessoa... Não se espante.” - Deu uma pausa, secou as lágrimas que borravam sua maquiagem e continuou. – “-Quantas vezes subi ao picadeiro com sorrisos na cara de palhaço e meu coração chorava. As crianças e o público não têm culpa das minhas dores, do meu sofrer... O show tem que continuar”.

Bastaram aquelas sinceras e belas palavras para que voltasse a admirar a figura do palhaço. Aliás, eu gostei muito mais do que antes. Eu criança só entendia do palhaço a função de fazer rir. Depois de ouvir as verdades do palhaço triste pude compreender a grandeza que cabe na figura do palhaço. Como cresceu em mim o conceito pelos palhaços!

Hoje me descobri uma palhaça. Quantas vezes sorri com o coração em prantos para não preocupar ou entristecer pais, filhos, companheiro, amigos. Quantas vezes represento no palco da vida mascarando a tristeza ou a dor, tendo no rosto uma alegria que não é minha para não entristecer alguém?

Sim, eu sou uma palhaça e com muita probidade! E você alguma vez já se fez grande feito um palhaço?



"Hoje tem marmaleda? Tem, sim senhor!"rs



Djanira Luz