1 de out de 2009

RETIRANDO FARPAS...


As imagens desta página foram retiradas da busca Google, caso seja sua criação e não autorize postá-la, favor entrar em contato comigo que retirarei imediatamente. Obrigada!



RETIRANDO FARPAS...


Sabe aquela farpinha que volta e meia se enfia na pele, adentra na carne, geralmente na mão ou num dedo? Se não damos um jeito de retirá-la rapidamente, mais e mais ela vai penetrando, machucando e incomodando.

Acho incrível como uma pequena lasca de madeira é capaz de causar grande desconforto. Estava com uma no dedo mínimo e onde esbarrava, aumentava a dor. Tão pequenina, quase microscópica, mas até eu conseguir retirá-la, doeu bastante.

Assim são nossos problemas que vamos enfiando pela pele até que eles se alojam no espírito. Por menor que seja um problema, se deixarmos para resolvê-lo mais tarde, se o ignoramos, ele irá aumentar tanto que será mais difícil a cada dia de retirá-lo de nossas vidas, de encontrarmos uma solução. E, consequentemente, irá causar-nos maiores desconfortos.

Mágoas também são farpas. Quanto mais guardamos, mais vamos nos ferindo e o que era simples de dissolver concedendo ou aceitando o perdão, acaba se transformando numa coroa de espinhos cujo maior prejudicado somos nós mesmos, pois vamos sangrando o interior por guardar ressentimentos.

Vejo muitas farpas pelo mundo nas peles, nas carnes da humanidade! Os ódios, as invejas, os preconceitos, as faltas de ética, a falta de caráter, tudo isso são farpas que ferem-nos as carnes da moralidade e amor ao próximo.

Muitas vezes é tão simples e mais fácil retirar as farpas antes que penetrem nas carnes... Por isso não entendo como muitos preferem suportar a dor a ter a grandeza de num simples gesto eliminar maiores danos e dores.

Um beijo, um abraço, um agradecimento, dizer sim ou não no momento certo, conceder ou aceitar o perdão, ajudar a quem precisa, fazer um prece por aquele que não saber rezar, ser imparcial entre amigos, esses pequenos gestos ajudam para que as farpas saiam sem causar grandes prejuízos.

Não permita que uma pequenina farpa atrapalhe o seu dia, a sua caminhada. Retire antes dela penetrar-lhe os sentimentos, pois apesar de quase imperceptível, uma hora a dor vai crescer e incomodar bastante.

Você sentirá um alívio enorme quando eliminar da sua vida essas farpas! Interessante como algo tão insignificante pode incomodar tanto, não é?rs



Djanira Luz