6 de ago de 2009

QUAL SERÁ A ATUAL CARA DOS CARAS-PINTADAS?


*Lindberg Farias - Líder Estudantil um dos Caras-pintadas de 1992.





QUAL SERÁ A ATUAL CARA DOS CARAS-PINTADAS?


Pode ir armando o coreto
(...)Eu tô voltando...”
(Paulo César Pinheiro e Maurício Tapajós)


Esse movimento do “PANELAÇO” marcado para o dia sete de setembro, às dezessete horas será o ressurgimento dos caras-pintadas? Há rumores que no dia da Independência haverá um protesto com barulho de panelas, apitos, buzinas por todo o país com a finalidade de que haja uma reforma na política vergonhosa nossa de cada dia!

Surtirá efeito? Ouvirão o rufar de tambores dos corações brasileiros que ainda acreditam que uma agitação política de apenas um minuto possa balançar a firme estrutura da corrupção de um país?

Apesar do meu incansável otimismo em esperar que o Brasil mude o enredo dessa novela de favorecimentos, dessa conivência com a falta de ética e decoro, fico sempre com um pé ou os dois atrás... Afinal, já assisti de camarote um episódio semelhante que não deu em nada! Não pôs fim a nenhuma corrupção, não trouxe mudanças esperadas.

Mas, há esperança de que com barulho haja maior repercussão e resultado do que teve as belas caras-pintadas daqueles jovens sonhadores...

Estranhei foi o silêncio e o sumiço dos caras-pintadas... E pensei... Das duas, uma! Ou eles se corromperam e entraram no esquema corrupto ou perderam a esperança de que hajam mudanças num país de aproveitadores, de desonestos.

Pode até ser uma dessas opções sugeridas por mim, pois
aquele jovem que exigia ética, aquele líder estudantil, *Lindberg Farias que comandou o movimento dos caras-pintadas para o impeachment do collor, tornou-se prefeito e envolveu-se numa série de fraudes... Pois é!

Porém, uma amiga muito gracinha me disse que o motivo dos caras-pintadas terem sumido é porque “
eles eram os petistas...agora sumiram todos, assumiram a verdadeira cara, a nova cara sem vergonha da história...rs” E eu sou obrigada a concordar em número gênero e grau com ela!

Então, dia Sete de Setembro às dezessete horas, vamos bater lata? Bater panelas, tocar buzinas, apitar... Ou até mesmo usar a campainha da sua garganta para fazer barulho!

Vale qualquer coisa desde que faça alarde para ecoar nas orelhas dos asnos surdos-cegos do Palácio das falcatruas...


OBS.: Só faça barulho quem conserva a honradez e deseja ver o Brasil livre dos corruptos e de suas imundices políticas. Quem tiver uma quedinha pelo atual Governo, fica de panelas e bicos tampados!



As imagens desta página foram retiradas da busca Google, caso seja sua criação e não autorize postá-la, favor entrar em contato comigo que retirarei imediatamente. Obrigada!




Djanira Luz

UM MILÉSIMO DE MIM ...

Imagem criada pelo designer Guilherme Marconi

Gosto da auto-análise proposta por Sócrates: “Homem, conhece-te a ti mesmo” e vim desvendar um pouco de mim.

COR PREFERIDA:

Lilás. Tons lilases para tecidos, bichinhos de pelúcia, parede, lipstick e amarelo para flores, sobretudo a rosa cuja flor é minha preferida dentre todas. É lindo em dias nublados encher a casa delas, dá impressão que o Sol apareceu e ver os ipês amarelos contrastando com o verde lá nas matas, é qualquer coisa de divino...

UMA MÚSICA QUE GOSTO DE OUVIR SEMPRE:

Vou responder com três propostas, pois para cada clima, tenho uma música que gosto de ouvir.

No meu dia-a-dia, na paz, gosto de ouvir “O Barquinho” na voz de Nara Leão. A letra, a música me transporta para a calmaria do mar e me vejo mesmo navegando no barquinho sob o céu azul do verão;

Quando estou “elétrica” e saltitante, ouço “Another One Bites The Dust” do Queen & W. Jean Feat P. Michel/Free. Uma delícia! Ouço no momento!

Em momentos apaixonados, nada melhor que um jazz, o meu preferido é “I Cant’ Get Stardet” de Ben Webster. É fechar os olhos e deixar fluir a música...

DUAS PALAVRAS:

Nunca Desista!

UMA FRASE :

A trago guardada no baú da memória, talvez eu peque e não transcreva corretamente. Mas, basicamente é isso. Foi o que também me fascinou e ajudou a descobrir a paixão pela poesia, pela escrita.

“Se poeta fosse doutorado, seu anel de grau seria uma saudade cravada numa dor.” (Catulo da Paixão Cearense).

UM SONHO:

Ter um final feliz para cada sonho...rs

FILMES QUE APRECIEI:

1. O Conde de Monte Cristo – Nesse filme, como achei doce a vingança, pois nada mais justo para quem foi vítima de inveja, traição, corrupção. Aprende-se muito com ele a ter calma e saber agir no tempo oportuno...

2. O Motim - A história da libertação da Índia ficou encantadora com a mostra da música, da dança e cultura indiana.

PALAVRAS: SUAVES OU FORTES?

Amo as palavras. Da erudita à maldita, cada uma no seu devido tempo.

MARCA DE PERFUME PREFERIDO:

Não me prendo às marcas, fecho olhos e escolho pelo aroma. Assim como faço com as pessoas, não olho as aparências, e sim essência... Mas, tem que ter notas de pêssego, sândalo e baunilha...rs

INDICAÇÃO DE UM LIVRO, UMA PEÇA DE TEATRO, UMA ÓPERA:

O Príncipe” de Maquiavel – Duro, forte, mas imperdível a sua leitura.

Minha mãe é uma peça!” Com o ator Paulo Gustavo – Uma comédia para doer a barriga de tanto rir... Muitas mulheres irão identificar-se em algum momento com a personagem...rs

Nessum Dorma” na voz de Martin Fernandez, tenor e amigo. Você pode ouví-la com Andrea Boceli.

ALGO PARA FINALIZAR:

A vida é feita de momentos únicos, aproveite-os e não espere demais do outro. Somos falhos, somos humanos...

Djanira Luz