23 de out de 2009

TREVOS, MUITO MAIS SORTE!


Os trevos no pote de sorvete.rs Imagem do meu arquivo pessoal.

TREVOS
, MUITO MAIS SORT
E!



Ontem mexendo no jardim da casa, fiquei maravilhada quando encontrei entre as flores um trevo-de-quatro-folhas e falei sozinha entusiasmada com o achado:

- Ôba! Uma trevo-de-quatro-folhas, isto é que é sorte, tô feita!

A excitação não durou muito. “Tristeza não tem fim, a felicidade sim...”, pois é! Já escreveu Vinícius de Moraes. É que num olhar mais atento, descobri que de onde retirei aquele até então único amuleto de sorte, havia vários iguaiszinhos ao que eu detinha na mão.

Na hora pude sentir a mesma decepção do Pequeno Príncipe do Exupéry quando da descoberta de que sua amada rosa não era a única no mundo. E não me achei assim tão sortuda diante da grande quantidade visível aos meus olhos. Estava pronta para desfazer o meu “Solriso”, eis que um raiozinho de esperança me fez pensar: “Êpa! Se dizem que um trevo-de-quatro-folhas dá sorte, quem dirá um monte deles, então!”

Sabe que fiquei foi mais feliz ainda? E tive a impressão de que eles, os trevinhos lindinhos é que estavam se achando sortudos por me encontrarem naquele momento. É! Não tivesse ido apreciar minhas rosas, eles seriam devorados pelas bocas ferozes dos jabutis no jardim. E os vendo frágeis e lindos ali, mais do que depressa, peguei o que tinha na frente e improvisei um pote para plantá-los e assim, livrá-los da morte prematura.

Prometi a mim mesma não mais perder o riso por pouca coisa e sim procurar ver com outros olhares, novas saídas e soluções. Aprendi com aqueles tantos trevos que devo aproveitar os muitos momentos alegres ao invés de querer ter a felicidade efêmera.

É bem melhor ter um pote cheio de trevos-de-quatro-folhas a ter só um dia de felicidade! Se um trevo traz sorte, imagine um pote repleto deles, hein?rs



Flores no meu jardim...rs
Djanira Luz