15 de jul de 2009

AMOR QUE NÃO MORRE...


As imagens desta página foram retiradas da busca Google, caso seja sua criação e não autorize postá-la, favor entrar em contato comigo que retirarei imediatamente. Obrigada!


AMOR
QUE NÃO MORRE...


A pequena Sarah estava muito triste pela grande perda, a morte prematura do pai. Mas, ela não sabia explicar o por quê daquele sentimento em si e disse para sua mãe:

- Mamãe, eu não acredito que o papai morreu... Eu sinto que ele ainda está aqui! – Falou convicta com brilhos em seus olhinhos.

- Sim...É que ele continua vivo em nosso coração... – Explicou-lhe ternamente a mãe.




Djanira Luz

A PROSA DO HOMEM QUE BUSCA A DEUS... (Crônica em prosa poética)


A PROSA DO HOMEM QUE BUSCA A DEUS... (Crônica em prosa poética)


Depois de muito buscar, homem de Deus resolve protestar:

- Preciso de paz, equilíbrio interior, mas onde quer que eu vá não encontro o Senhor lá!

É tanto sermão, ladainhas, pastores, padres, coroinhas, santos um tanto! No altar ou no terreiro... Preciso do Deus verdadeiro!

São tantas contas de oração, masbaha ou terço para rezar... Tem mantra, cântico, ponto ou hino que me perco numa sinfonia de total desatino. Ajuda-me, meu Deus Menino!

A boca proclama Teu nome, mas não a atitude do homem! Prometem curas absurdas do impossível, detrás das duvidosas cortinas, vejo a mentira bem visível. Proclamam a mesma fé, mas ninguém se entende, eu já ando até meio descrente...

É muita religião, na minha cabeça uma grande confusão... Grande também é número de igreja com diferente denominação!
Falam até bem coisa e tal. Mas, eles estão de olho, na verdade, no vil metal... Sacia-me Deus a vontade mostrando onde se pratica o Amor de verdade!

Bem diz um amigo meu... "Nesse "deus" ofertado não acredito, por isso tenho dito, prefiro ser ateu.

Valha-me Deus do céu!!! Agora que entendi... Depois que de tudo vi, neste século religião é a nova Torre de Babel!



11 de setembro 2001 - Torres Gêmeas
Djanira Luz