31 de jan de 2010

A FORÇA QUE ME ERGUE!



As imagens desta página foram retiradas da busca Google, caso seja sua criação e não autorize postá-la, favor entrar em contato comigo que retirarei imediatamente. Obrigada!



A FORÇA QUE ME ERGUE!


Tem horas que o coração sangra tão forte dando a impressão que a dor faz-se física. Um aborrecimento, uma despedida, um plano que não saiu de acordo como imaginado, uma palavra proferida ou ouvida - sem pensar ou inesperada-, uma atitude intempestiva que nos corroi o âmago em arrependimentos. Em suma, tudo aquilo que fazemos ou deixamos de fazer, aquilo que dizemos demais ou covardemente calamos, todas as vezes que nos omitimos ou fingimos não ver, são sentimentos que vão espremendo o coração até torná-lo um bagaço enchendo-nos do vazio do nada sem vida. Finalmente descobrimo-nos ermos e errantes sem sentido ou motivos para viver. Temos a sensação de que somos lixos, sobras rejeitadas. Qualquer coisa estragada ou sem valor. Todos os maus pensamentos cobrem a mente com névoa destruidora de ideias positivas.

Transformamo-nos em imenso deserto onde os bons sentimentos partiram para longe de nós. Nessas horas precisamos resgatar o pouco do sumo que sobrou no coração. Fazer uma busca interior, tentar preencher a alma com bons pensamentos, harmonizar o interno com pitadas de coragem para que saibamos muitas vezes só diante de grande dor, de ausência da luz, da alegria é que vamos descobrir a força da fé, da esperança, do renascimento.

Feito semente que morre para crescer árvore forte, assim somos nós. Precisamos deixar morrer o sentimento pequeno e maculado para crescermos em alegria e beleza, em coragem e sabedoria, em graça e luz.

Nem todo dia será luz. Por isso devemos conservar a fé para que não fiquemos eternamente na escuridão. Nem todo dia será alegria. É preciso conservar o sorriso para que lágrimas não cubram a face em dor. Nem todo dia será de ganhos. É importante, então, conservamos a esperança para que acreditemos que amanhã poderemos recomeçar livres dos erros, das perdas ou danos.

E assim tenho feito! Entre tombos e assombros, continuo sorrindo e confiante. Deus é muito mais poderoso que o mundo tenta, em vão, diminuí-lo. Por isso só nEle creio. E espero. E sou feliz. Ele é a força que me ergue!



Djanira Luz