7 de jan de 2010

VOCÊ É UM DOADOR DE AMOR E ESPERANÇAS?


As imagens desta página foram retiradas da busca Google, caso seja sua criação e não autorize postá-la, favor entrar em contato comigo que retirarei imediatamente. Obrigada!



VOCÊ É UM DOADOR DE AMOR E ESPERANÇAS?


Se sentimentos fossem suficientes para curar doenças, o amor daquele homem certamente curaria a irmã.

Nesses últimos dias tomei conhecimento deste fato que me tem feito repensar valores e sentires. Uma mulher balzaquiana, bem sucedida profissionalmente de repente se vê acometida por uma doença grave, rara e ingrata.

O irmão mora há duzentos quilômetros do hospital onde ela está internada. Incansavelmente, fraternalmente, com um amor admiravelmente belo e sincero, desce a serra diariamente com amigos ou amigos de amigos que ele vai recrutando para doarem sangue para a irmã enferma. Leva e trás de volta os voluntários doadores de sangue. Esse ritual de ir e vir já dura três meses.

São necessárias muitas doses de plaquetas para que haja a mínima possibilidade de recuperação, já que o quadro vem se agravando impiedosamente. Mas, o irmão não desiste! Uma força maior, interior, o move a ser incansável, a acordar cedo, a partir em direção ao engarrafamento do trânsito, a suportar o calor excessivo da cidade no firme propósito de salvar a irmã consanguínea amada.

Sei bem de onde provém essa energia que o mantém erguido, corajoso e audacioso em continuar acreditando na cura. Sua força não está no seu tipo físico, mas no amor que sente desmedidamente pelo outro ser, no caso, sua irmã.

Diante de fatos assim é que me certifico que nada somos. E que de um minuto para o outro a vida pode mudar inacreditavelmente. Sinto que preciso fazer alguma coisa, fazer minha parte ajudando a melhorar vidas de outras pessoas. Não posso ficar imune testemunhado tanta demonstração de amor. Casos reais assim servem para que eu não perca a fé e a esperança na humanidade.

Percebe como a solidariedade muda o mundo? Mesmo que esse mundo comece pela nossa rua, nosso bairro, nossa cidade e depois se estenda por todo o país. Basta ter atitude e coragem para mover corações ao bem maior e comum. O amor é capaz de atitudes belíssimas como esta que tenho conhecimento. Ninguém me contou, não ouvi dizer, não é boato, não está na revista ou jornais como manchete sensacionalista para aumentar a venda dos exemplares. Não! É real.

Há muito mais neste nobre gesto do irmão que luta, que corre atrás e acelera o carro para salvar a irmã. Em cada gota de sangue que consegue para a ela, vai muito mais que o plasma tanto necessário e vital. Além do seu inegável, fraterno, incondicional e imenso amor, o irmão tem levado uma corrente de doação amorosa e solidária dos amigos que se doam, rezam para o restabelecimento da saúde da mulher.

Por isso, ao invés de contaminar o outro com futilidades, com sentimentos desprezíveis, faça diferente. Contagie com belas atitudes. Doe amor. E se possível, doe sangue também. Seja um doador. Não doe somente sangue, transfira para o receptor esperanças de poder continuar vivendo com saúde.

Imagine a alegria de dormir sabendo que salvou a vida de alguém. Que não deixou uma mulher viúva, que não deixou o filho órfão, que não perdeu um amigo querido por falta de doadores de sangue.

Doar sangue é muito mais do que um simples gesto. É um ato fraterno, solidário de amor. Só quem já precisou ou se coloca no lugar de quem sofre, entende a importância da doação.



Nota:

Os BANCOS DE SANGUE nos períodos de férias e festas, principalmente no CARNAVAL, ficam praticamente com o abastecimento comprometido de bolsas de sangue, pois os doares esquecem-se de doar sangue nesses períodos. Muitos viajam e outros embriagam-se. E, justo quando ocorrem maiores acidentes e, consequentemente, são necessárias um número maior de transfusões.

Procure em sua cidade o local para doar sangue e seja um DOADOR VOLUNTÁRIO de sangue, amor e esperanças!rs


Djanira Luz





COM EXCLUSIVAS ASAS DE IDEIAS...


As imagens desta página foram retiradas da busca Google, caso seja sua criação e não autorize postá-la, favor entrar em contato comigo que retirarei imediatamente. Obrigada!


COM EXCLUSIVAS ASAS DE IDEIAS...


Quando ainda não sabia andar, caminhava pelas pernas das outras pessoas, carregada em seus colos até o dia em que vi um passarinho voando, alegremente bati palminhas de excitação. Naquela hora a minha mente sorrindo revelou-me o segredo:

- Ande, menina! Suas pernas são suas asas, voe feito passarinho...

E eu andei como que voasse. Aliás, as crianças quando começam a andar parecem ter asas! Elas correm querendo alcançar o infinito.

Com o passar dos dias, observando pessoas ao meu redor, aprendi sons e, consequentemente, descobri que também podia falar. E falei!

Por um bom tempo, quando não sabia caminhar com minhas ideias, eu me vali das palavras de quem sabia dizê-las. Tomei emprestado diversas frases feitas de grande autores e poetas consagrados.

Sempre respeitando sua criativa autoria, utilizava suas falas em trabalhos, em mensagens para amigos ou para confortar alguém que precisava ouvir coisas que eu não sabia dizer naqueles tempos. Até o dia em que minha mente abriu-se dando-me asas para imaginar as mais diversas histórias. Então caminhei com minhas exclusivas pernas de ideias.

Foi aí que comecei a juntar meus conceitos e a formar minhas próprias opiniões. Nesse dia descobri-me criadora. De aprendiz, construtora.

Enquanto menina, minhas pernas foram minhas asas e quando jovem, minhas imaginações tornaram-se pernas que me ensinaram caminhar com meus próprios pensamentos.

A vida toda, seja a época que me reporte, vejo-me qual uma ave no céu, voando livre com minhas próprias asas de ideias...rs





Djanira Luz