11 de mar de 2009

BEIJO NA BOCA... TERMÔMETRO DA RELAÇÃO?


“-Se não beija mais na boca é sinal de que a relação vai mal...”

Essa frase dita “por quem não sei, desculpa não lembro”, sempre foi termômetro para as relações a dois. Casado ou não, se me falam que já não se beijam com tanta frequência, fico eu de pulga atrás da orelha e de “iiiiiiiiiiiiiihhh” na cabeça... Mas, fora a brincadeira, o assunto é mesmo sério. Por conta da frase, fiquei algum tempo observando e xeretando casais amigos e constatei que o autor da frase estava coberto de razão.

Comece a prestar atenção. Quando a relação está com boa temperatura, o casal dá aquele beijo de tirar o fôlego deles e de quem presencia... Agora esse mesmo casal quando fica estremecido por pouca coisa, o beijo vira um “selinho”. Quanta mãe percebe que a relação dos filhos esfria só em ver o beijo do casal. Já ouviu alguma mãe perguntar para um filho depois de presenciar um beijo insosso:

“-O que foi que aconteceu?” E o filho responde: “-Nossa! Deu para perceber?”

Um casal que dá beijo cheio de vontades e passa a dar um frio selinho, claro que todo mundo percebe.

Agora no casamento, quem vai saber a quantas anda a relação é o próprio casal. Se na hora da relação sexual não houver beijo, alguma coisa não vai bem mesmo... Esse é o sinal para cada um analisar o que levou o casal a parar com uma demonstração tão prazerosa e linda de amor.

Se você quiser reacender o romantismo em seu casamento ou namoro, acho bom começar a dar aquele beijo de língua do tipo que faz uma faxina na boca do outro. Pois, uma coisa é certa, quanto mais distante o casal ficar da boca, do beijo, logo logo ficará também do resto do corpo...

Se você ama e não quer perder esse amor, mãos à obra! Sem dedicação nada vai em frente. Sem carinho e demonstrações de amor, não há relação que dure!

Beijo é treino. Lembre-se do que mais gosta no outro, pense nas qualidades, nas coisas que ele tem de bom... Isso ajuda o amor reacender e quando menos perceber você estará vivendo uma lua-de-mel fora de época.

Se seu amor lhe é caro, beija na boca. Se você não quer perder seu amor, beija na boca. Se as brigas atrapalham o romantismo, cale as desavenças com um beijo na boca! Surpreenda! Não espere que o outro tome o primeiro passo, dê você o beijo antes que a boca do seu amor busque outras bocas para beijar...

A menos que a ausência de beijos seja temporária por conta de moléstias bucais, aí não tem problemas na relação, é mal físico apenas.

Então, deu ou não deu vontade de dar um bom beijo na boca? Não!? Se não deu, algo pode estar errado. Iiiiiiihhhh... Vamos mudar isso a partir de agora?

Vai lá dá um beijinho...

;Djanira Luz


Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUERIDO LEITOR, QUE VOCÊ SAIA MELHOR DO QUE CHEGOU AQUI! VOLTE SEMPRE QUE O TEMPO PERMIRTIR OU O CORAÇÃO DESEJAR...rs

;Djanira LUZ