12 de jun de 2012

OLHOS DO MEDO!



                           Imagem arquivo pessoal.

                OLHOS DO MEDO!

Vi um vulto no quintal. Não identifiquei o sexo, mas pressenti ser masculino. Assustei-me e, por cautela fingi que não o via. Acho que ele fez o mesmo em relação mim. Ficamos imóveis e distantes nos olhando. Se real ou assombração, não consegui saber. Sei que parecia só espírito. Já eu era só corpo naquele momento. Pois minha alma, aquela infeliz, de medo fugira de mim. Deixando-me sem pernas para correr!
Djanira Luz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUERIDO LEITOR, QUE VOCÊ SAIA MELHOR DO QUE CHEGOU AQUI! VOLTE SEMPRE QUE O TEMPO PERMIRTIR OU O CORAÇÃO DESEJAR...rs

;Djanira LUZ