17 de set de 2011

TUDO O QUE SEI E NÃO SEI E O QUE AINDA POSSA SABER...


Imagem do arquivo pessoal e captura de Ana Catarina - "Perspectiva"


TUDO O QUE SEI E NÃO SEI E O QUE AINDA POSSA SABER...


Não consigo acertar tudo. Nem sei de todas as coisas. Tantas vezes não me faço entender e um Universo de problemas me causam por isso. Nem toda hora estou de bem das palavras e acabo atropelando-me nelas. Nem toda vez caio, mas ficam as marcas roxas na alma.

Nem todo riso que ofereço recebe retorno, então visto-me palhaça e não perco a graça. Nem todo choro que sofro é acalentado, aí sorvo a tristeza. Seco o pranto e não incomodo aos que não querem saber da dor do outro nem de si mesmos.

Nem tudo o que escrevo são flores ou estrelas, também nem são tudo espinhos ou opacos! A nem todos os olhares agrado. Nem de todos, porém, cobiço aplausos. Nem tudo o que digo pode ser certo, mas as verdades são todas minhas.

Nem tudo o que penso realizo. E nem penso tudo o que realizo. Não sou dona das palavras, a não ser as minhas próprias! Não sou a dona do mundo, mas a parte que me cabe cuido direitinho. Não sou dona da cocada preta, mas até já aprendi a fazer!

De tudo, menos sei das coisas que imagino saber. Só sei que estou disposta a aprender. Quero consertar o que penso que sei, pois entendo não é tudo certo o que penso. E nem sei ao certo como se é ou se faz todas essas coisas que meu pensamento e olhos alcançam.

Sou eu assim, imperfeita no ser. No ver. No sentir. No pensar. No tudo que me há. Ah! Permita-me a licença das tantas falhas em mim. Sou ser humano! E ser humano, dizem, é assim...
Djanira Luz
        

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUERIDO LEITOR, QUE VOCÊ SAIA MELHOR DO QUE CHEGOU AQUI! VOLTE SEMPRE QUE O TEMPO PERMIRTIR OU O CORAÇÃO DESEJAR...rs

;Djanira LUZ