17 de jun de 2009


Imagem de arquivo pessoal - Festival de Inverno em Nova Friburgo - Guilherme Arantes.

PARA AQUECER CORPO E ALMA...



Apesar de carioca, gosto do inverno e o que ele me propicia: chocolate quente, fondue de queijo regado a um bom vinho, festivais de inverno, festas juninas com seu quentão e, é lógico que não pode faltar, um aconchegante casaco de abraços para aquecer o corpo...

Mas, do frio por dentro, do inverno d’alma, desse não me apeteço. A dor, a morte, a solidão, a saudade, o medo do real ou do imaginário esfriam o tempo dos sentimentos. Por que tudo que nos é, aparentemente maus, causa-nos a sensação de frio?

O frio trazido pela perda de alguém querido ou da despedida do nunca mais verei, da doença que não vai passar, da falta de esperança, do medo que arrepia a alma, da solidão do vazio da cama e coração... Desse inverno que dura bem mais do que o período de uma estação, eu não aprecio.

Do inverno do corpo posso valer-me de subterfúgios para amenizar seus efeitos, já o da alma só mesmo quando alguém ou algo fizer com que o Sol brilhe dentro de mim, trazendo para minha vida a alegria dos dias quentes e dourados do verão.

Diga aí você, por qual inverno está atravessando... O que se aquece com um gostoso chocolate quente ou aquele que se aquenta com um afago n'alma?rs


Esta imagem foi retirada da busca Google, caso seja sua e não autorize postá-la, por favor entrar em contato comigo que retirarei imediatamente. Obrigada! ;Dja

Djanira Luz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUERIDO LEITOR, QUE VOCÊ SAIA MELHOR DO QUE CHEGOU AQUI! VOLTE SEMPRE QUE O TEMPO PERMIRTIR OU O CORAÇÃO DESEJAR...rs

;Djanira LUZ