13 de mai de 2009

TODO ESTE AMOR EM MIM


As imagens desta página foram retiradas da busca Google

TODO ESTE AMOR EM MIM


Há tanto amor em mim que não me cabe
Que vai ao seu encontro, você bem sabe
Ainda que o acaso nos separe e a distância
Meu corpo embebido está da sua fragrância...

Aqui em mim o coração conserva-se aquecido
A paixão arde, não importa o tempo corrido
Amor sobrepuja todas as cruéis tempestades
As ausências, as dores, as gélidas saudades...

O que foi semeado com afeto no sopro vital
É de uma beleza tamanha algo mesmo surreal
Não se apaga, não se corrompe, nem se escassa
Quando enraizado no peito, o amor não passa...

A vida abre-se num leque encantado de nuances
Dizendo que nos pertencemos, temos chances
E a eternidade sonhada para alcançar o infinito
Nessa esperança e verdade, confesso, acredito...

Forte sentimento quando no coração nasce
Não adianta fugir, negar, nem usar disfarce
Deve-se por fim a dor que macula o peito
E viver um amor lindo, forte, quiçá perfeito...





Djanira Luz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUERIDO LEITOR, QUE VOCÊ SAIA MELHOR DO QUE CHEGOU AQUI! VOLTE SEMPRE QUE O TEMPO PERMIRTIR OU O CORAÇÃO DESEJAR...rs

;Djanira LUZ