4 de jul de 2012

AS LIÇÕES DO MEDO...



Imagem arquivo pessoal. Meus sobrinhos Ana Júlia e Davi.

AS LIÇÕES DO MEDO...


Sentou-se ao lado dele.
- Tenho medo.
- Medo de quê?
- Do escuro...
- Também tenho.
- Sentir medo junto fica menos escuro, não é?
- Quando estou com alguém perto de mim, nem ligo para o escuro!
- Segura minha mão?
- Hã!?
- Assim não sentiremos medo...
- Ah... Melhor então eu abraçar você... Pode?
- Pode. Estou tão assustada que meus olhos estão assim arregalados!
- Pronto. Está bem assim?
- Muito! A minha mãe diz que abraço cura muita coisa...
- Curou o medo?
- Sim. Estou me sentindo tão protegida.
- Eu também!
- Quantos anos você tem?
- Sete.
- Eu tenho seis até setembro.
- Daqui a dois meses você terá a minha idade...
- Por que você está aqui fora sozinho?
- Meu pai foi ao banheiro. E você?
- Alguém chamou minha mãe e ela entrou.
- Que andar você mora?
- Não moro aqui, vim na festa da Sarah! Você conhece?
- Ainda não. Tem só três dias que ela mudou para cá...
- É! Por isso os pais dela estão dando uma festa. Para comemorar a nova casa.
- Ah...
- Quer ir lá comigo?
- Não posso... Hoje é dia de ficar na casa do meu pai.
- Ele não mora aqui com você?
- Não... Preciso ir, meu pai está me chamando!
- Vou sentir medo se me deixar sozinha!
- Sentir medo juntos manda o escuro embora, lembra?
- Mas você vai embora...
- Pensa que estou ao seu lado... É o que eu vou fazer quando sentir medo. Vou me lembrar você.
- Você nem sabe meu nome!
- Mas nunca mais esquecerei o seu rosto...
- Meu nome é Mariana.
- É lindo, eu gostei do seu nome.
- E o seu, qual é?
- ...

O pai apressado fez o filho correr até o carro sem tempo para responder a pergunta. Mariana ficou sem saber o nome do menino que levara embora o medo do escuro.  No lugar do medo, porém, ficou uma sensação estranha em seu coraçãozinho que jamais havia sentido. Tanto Mariana quanto o menino, naquela noite tiveram as primeiras lições do que é sentir saudade...
Djanira Luz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUERIDO LEITOR, QUE VOCÊ SAIA MELHOR DO QUE CHEGOU AQUI! VOLTE SEMPRE QUE O TEMPO PERMIRTIR OU O CORAÇÃO DESEJAR...rs

;Djanira LUZ