3 de mai de 2012

AMARIA VOCÊ...


AMARIA VOCÊ...
Amaria você ainda que fosse só uma ideia criada na mente. Se fosse apenas uma voz soando aos ouvidos. Ou se você tivesse alguma limitação física. Porque amar você vai além do que importa para os olhos. Ultrapassa o que imaginei amar ou escolhi sentir. Amar você me chegou tão suave. Inesperadamente. Esse sentir alojou-se em meu coração tomando conta de cada pedacinho de mim. Quando percebi, havia mais de você em meu corpo que de repente, já não éramos você ou eu distintamente. Não. Não éramos nós. Tornamo-nos um! Fundidos neste amor imenso que nutro por você.
Por isso amaria você até na lembrança do desenho que imita tão bem levando-me a horas tantas de riso fácil. E o amaria na imaginação do jardim das lindas tulipas ou no sonho de voar no balão de ar quente. Mas amaria você também na preocupação sentida pela mãe acamada ou na tristeza pela solidão do irmão que sofre. Amaria você, sobretudo, independente se riso ou lágrimas. Se perto ou ausências. Se real ou imaginário. Amaria você somente. Porque o amar você me bastaria. E se você um dia olhasse em meus olhos e segurasse minhas mãos ou sentisse o calor carinhoso do meu abraço, você também me amaria...





Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUERIDO LEITOR, QUE VOCÊ SAIA MELHOR DO QUE CHEGOU AQUI! VOLTE SEMPRE QUE O TEMPO PERMIRTIR OU O CORAÇÃO DESEJAR...rs

;Djanira LUZ