30 de jan de 2012

UMA CRÔNICA FALANDO DE AMAR!

Imagem do brilhante fotógrafo e amigo Severino Silva - Jornal O DIA.

UMA CRÔNICA FALANDO DE AMAR!




Se presidente fosse capaz de mudar a mentalidade de um país, resolver a crise mundial, expurgar toda política podre para longe do seu governo, eu queria ser! Se médico pudesse todas as curas e soubesse todos as respostas para os males, se visse paciente como gente, nunca como cifras, eu queria ser! Se advogado fosse imparcialmente justo em suas causas, defendesse com honradez e ética, com olhar para o cliente tendo ônus em segundo plano, eu queria ser!

Ah, eu queria ser algo incrível, coisa assim que revolucionasse o mundo! Nem precisava ser um descoberta excepcional como a cura do câncer ou do fim da calvície e do nunca mais obesidade, esses grandes vilões da modernidade. Antes, puxa, queria modificar o coração de quem não sabe amar ou se cansou de sorrir ou de esperar novos e agradáveis amanhãs. E transformar esses corações que só plantam guerras distribuindo ódios, mágoas, revoltas, desuniões. Coisas feias e más, desnecessárias para vida plena.

É! Eu queria mesmo ter o talento de fazer o bem, mas que esse bem não fosse algo efêmero que dura apenas o tempo de um abraço ou assim dias findos das tão sonhadas férias! Não! Queria muito ter uma fórmula incrivelmente exata capaz de acabar com a dor da alma, a tristeza do espírito, a solidão do pensamento. Essas dores que tornam as horas insuportáveis e os dias sem luz nem cor...

Como não posso ser nem tanto quanto sonha alto minha imaginação, fico sendo eu mesma com o fino propósito de ver mais gente felizes e menos choros ao meu redor neste Universo que me cabe. Distribuo este o amor que lhes dedico todo o tempo que disponho de vida. E viva e viva e viva!


Djanira Luz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUERIDO LEITOR, QUE VOCÊ SAIA MELHOR DO QUE CHEGOU AQUI! VOLTE SEMPRE QUE O TEMPO PERMIRTIR OU O CORAÇÃO DESEJAR...rs

;Djanira LUZ