26 de out de 2010

AOS QUE NÃO TÊM VERGONHA DE SONHAR...




A imagem desta página foi retirada da busca Google. Caso seja sua criação e não autorize postá-la, por favor avise-me que retirarei imediatamente. Obrigada!


AOS QUE NÃO TEM VERGONHA DE SONHAR...
Analisava-a ao longe. Alguma coisa nela despertou-lhe a curiosidade. Sem se deixar notar, seguiu para mais perto onde pôde ouvir o que a mulher dizia.
- Sou apenas uma mulher simples com dois ipês amarelos fincados na calçada do coração e a cabeça lá nas nuvens com pensamentos lúdicos a inventar imagens douradas floridas para depois virarem idéias e, se tiverem sorte serão transformadas em letras arrumadas num texto lírico qualquer.
Tenho olhar caleidoscópio! Para a mesma cena enxergo inúmeras possibilidades, diversas saídas ou soluções e diferentes enredos. Olhos que veem mandalas variadas em tudo que passa a minha volta, cujas interpretações vão de acordo com o dia ou com o que sinto no momento presente.
Meus lábios são semáforos. Sorriso esperança exprime boas vindas em beijos. Siga em passos verdejantes e lentos sem pressa de partir. Atento Sol riso dourado indica observância. Alerta: aproximar-se com precaução.  Contato inapropriado ou arriscado.  Rubro lábio cerrado. Sugere preservação, manter distância. Sinaliza: inacessível para indesejados.
Sou uma gama de sentires, de olhares, de quereres. Sou apenas uma mulher simples com os dois pés fincados no chão e cabeça nas nuvens proseando versos em estrelas mergulhadas no breu celeste.  
Entre signos e imagens, entre sonhos e fantasias, entre ser e o querer, o homem encantou-se com a essência da mulher. Sentiu-se abraçado por ela em palavras que prendiam seu coração ao dela. Admirou o poder da expressão através da declamação da mulher na praia.

Finalmente sentiu-se aberto para o amor. Acreditou que o amor não precisava de rosto, nem de cor, nem de estatura nem nada específico ou moldado. Entendeu que amor é feito de sentimento. Somente sentimento toca a alma como a mão  afaga o corpo. Verdadeiro amor é feito assim.

Um comentário:

  1. Djanira, você sabe o quanto eu gosto dos seus textos,mas tem dias que você faz a gente perder o fôlego. MARAVILHOSO! Meu abraço. paz e bem.

    ResponderExcluir

QUERIDO LEITOR, QUE VOCÊ SAIA MELHOR DO QUE CHEGOU AQUI! VOLTE SEMPRE QUE O TEMPO PERMIRTIR OU O CORAÇÃO DESEJAR...rs

;Djanira LUZ