3 de abr de 2010

AMIGO JUDAS PRONTO PARA DAR O BOTE!



As imagens desta página foram retiradas da busca Google, caso seja sua criação e não autorize postá-la, favor entrar em contato comigo que retirarei imediatamente. Obrigada!



AMIGO JUDAS PRONTO PARA DAR O BOTE!


Depois que apareceu uma jararaca na área dos fundos aqui de casa, tenho sonhado com cobras. Ontem sonhei novamente. A cobra estava sempre diante dos meus olhos aonde eu fosse. Enquanto a via, os lugares onde caminhava era claro, florido e bonito. Depois que ela desapareceu, o cenário mudou completamente. O caminho antes admirável deu lugar a uma estrada sombria, coberta de grandes pedras. Era toda acidentada, de difícil acesso. Desértica. Senti-me perdida, confusa sem saber por onde prosseguir.

Acordei assustada. A tarde pensei no Sábado de Aleluia com a malhação do Judas. E fiquei relacionando Judas, cobra, traição. E entendi que é bem melhor termos ciência do inimigo, saber que temos um inimigo-cobra-traiçoeiro ao alcance de nossas vistas e mente a termos um feito Judas que está ao nosso lado como amigo querido, que partilha da nossa palavra que alimenta o espírito e, da nossa refeição, que alimenta o corpo e mesmo assim, nos trai!

Quando sabemos de onde vem o mal, podemos evitar o bote, a investida. Em caso de sermos atacados, o estrago poderá ser menos doloroso por estarmos atentos. Quantos de nós temos um Judas ao nosso lado sem desconfiarmos? É! No sonho que tive, estranhei porque a cobra era verde. Geralmente as peçonhas têm cores fortes para nos intimidar e afugentar outros animais, como se dissessematenção, mantenha distância, somos venenosas”.

Só então compreendi que a cobra estava disfarçada justo para que eu não a temesse. Era para conquistar minha confiança. Certamente eu pensaria tratar-se de uma cobra inocente de jardim, quando na verdade, apesar da cor esverdeada, era uma venenosa jararaca pronta para me atacar!

Muitas vezes aquela pessoa aparentemente boa de sorriso fácil, de fala macia, está acima de quaisquer suspeitas sobre sua má índole. Nosso grande pecado é crer na superficialidade das aparências ou na sedução das palavras inteligentes e articuladas. O casal Nardoni agiu feito cobra venenosa como o Judas traiçoeiro. A pequena Isabela confiava neles. Um beliscão, uma bronca mais enérgica, talvez esperasse receber da madrasta ou do pai, mas nunca imaginou, creio eu, que teria o triste fim que teve.

Assim como no meu sonho onde vi belos e feios caminhos, enquanto não enxergamos o falso amigo Judas que está ao nosso lado, só vemos os seus bonitos aparentes adjetivos e os bons fingidos gestos. À medida que vamos descobrindo a verdadeira índole do que se dizia amigo fiel, cai por terra a máscara de bom moço utilizada para encobrir a face da maldade. A Isabela não teve a sorte nem tempo de identificar o Judas com seu bote por detrás do pai e da madrasta, infelizmente.

Por isso utilizo a frase que o Cristo sempre iniciava suas pregações, “em verdade eu digo”, por mais pavor que tenho da jararaca, temo muito mais os falsos amigos, pois nunca saberei de onde ou quando me virá o bote, o ataque venenoso.

Aproveito o tema propício, já que estamos no ano de eleição, sugerindo que atentemos para as escolhas políticas de modo não nos deixarmos seduzir pelo sibilar das peçonhas que se vestem de falsos sorrisos. De belas e sábias falas. De promessas acaloradas. Por detrás de toda encenação, identifique o Judas das mentiras traiçoeiras ou a cobra com seu ardiloso discurso envenenado.

E você... Tem algum Judas ou cobra em pele de bom samaritano amigo ao seu lado?






A você, leitor querido, uma abençoada, santa e doce Páscoa. Que o Cristo renasça em seu coração dando-lhe alegrias e esperanças em sonhos a serem realizados!rs




Djanira Luz



Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUERIDO LEITOR, QUE VOCÊ SAIA MELHOR DO QUE CHEGOU AQUI! VOLTE SEMPRE QUE O TEMPO PERMIRTIR OU O CORAÇÃO DESEJAR...rs

;Djanira LUZ