24 de ago de 2009

PARA MORRER O ASSUNTO...



As imagens desta página foram retiradas da busca Google, caso seja sua criação e não autorize postá-la, favor entrar em contato comigo que retirarei imediatamente. Obrigada!




PARA MORRER O ASSUNTO
...

Venho informar o desenlace do plágio que sofri para morrer o assunto. Foram apenas dois dias, mas me tiraram do sério.

Depois de tudo solucionado chega a hora de arquivar, digo arquivar e não esquecer. Não podemos esquecer desse fato para nos mantermos atentos a novas possíveis investidas de inescrupulosos.

Não fosse a coragem da Karinna do RL, alguns leitores que não quiseram ter seus nomes revelados e além dos meus amigos que estão sempre atentos aos meus trabalhos, não fossem eles para me alertar, talvez eu não tivesse tomado conhecimento imediato e solucionado com agilidade essa questão.

Se eu também não tivesse coragem e atitude de agir, de correr atrás dos meus direitos, a essa hora a página daquela “pirata literária” ainda estivesse no ar.

Graças a ação conjunta de amigos e da boa vontade do dono do site Poetas Mortos, Anselmo F. Forati Jr, tudo se resolveu em poucos dias e sem maiores aborrecimentos. O Anselmo com a rapidez da exclusão da página da copycat deu credibilidade ao site Poetas Mortos e demonstrou respeito com os autores inscritos em seu site.

Se não aceitássemos os logros e tentássemos resolver com coragem e determinação os problemas como o que enfrentei, o Brasil poderia ter um rumo bem diferente do atual.

Mas, infelizmente, a Karinna por me ajudar sofreu ataques de uns “bobos” que acham normal o plágio. Já pessoas sensatas como eu ficaram indignadas com o ocorrido. Particularmente penso quem apoia o plágio é porque também o faz ... Só posso pensar desta maneira de alguém que é conivente com erradas atitudes, pois plágio é crime!

Para você que é liberal em relação a plágios, eu proponho a trabalhar durante trinta dias e no final do mês quem receberá o seu suado dinheirinho será uma pessoa estranha que você nem nunca viu. Você ficaria satisfeito em trabalhar, em se dedicar e depois de tudo não receber seus rendimentos? Pois, foi isso que eu senti. Eu me senti roubada, lesada. Não me subtraiu quantia, mas o valor dos meus textos não tem preço que pague a riqueza dos sentimentos que doei em cada escrita.

Agradeço a todos que deixaram comentários de apoio e repúdio no meu manifesto em crônica anterior.

Termino aqui dizendo que “A VERDADE É SOBERANA E ABSOLUTA” e anda ao lado dos que a busca. Quem pensa que vai ficar impune plagiando saiba que a verdade sempre aparece e ela vem bem mais rápida ainda se temos amigos que nos amam e nos alertam!

Penso que nunca terei agradecido o suficiente a todos que me apoiaram.

Beijoquinhas agradecidas.rs


ATENÇÃO!

Vale lembrar ainda que o plagiador encontra punição com base no Código Penal, com penas que podem chegar a 4 anos de reclusão, por violação ao direito autoral. Ao plagiador também pode ser imputado o crime de falsidade ideológica.FONTE: Artigo publicado em A Gazeta - ES em 09/05/2006 .



Djanira Luz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUERIDO LEITOR, QUE VOCÊ SAIA MELHOR DO QUE CHEGOU AQUI! VOLTE SEMPRE QUE O TEMPO PERMIRTIR OU O CORAÇÃO DESEJAR...rs

;Djanira LUZ