9 de jul de 2009

NÃO, NÃO... EU NÃO SOU DESTA ÉPOCA!


As imagens desta página foram retiradas da busca Google, caso seja sua criação e não autorize postá-la, favor entrar em contato comigo que retirarei imediatamente. Obrigada!


NÃO, NÃO
... EU NÃO SOU DESTA ÉPOCA!



Não alcanço essa modernidade... É muito avanço que sinto ter nascido em época errada. Não, não! Eu não sou “atec”, avessa às tecnologias. Falo da modernidade de caráter, valores, de pensamentos... Do tempo em que o fio de bigode valia como contrato, de tão valor era dada a palavra.

Confia só na palavra hoje para vê se você não perde tudo o que tem, inclusive as suas calças!

Eu sou muito ingênua ainda em relação a sentimentos. É! Porque quando digo que amo alguém, eu externo com sinceridade o que vai dentro de mim. Amar o companheiro, amar o filho, o amigo com verdades, não falo por falar. E sempre espero que sejam comigo o que procuro ser com o outro. Seria o mínimo a esperar! Ledo engano, meu Deus...

E hoje vejo tantos dizendo que ama, mas falam por falar! O que a boca diz não condiz com as atitudes e isso me entristece por ver como deficiente está o coração humano. O ser humano deixou enlamearem-se os sentimentos com posturas desprezíveis como mentiras, falsidades, engodos e por aí vai...

Meus pensamentos e atitudes são de uma época em que se respeitava o outro e que a palavra proferida tinha confiança, credibilidade, era assinatura de um pensamento puro e sincero, não o que tenho presenciado atualmente.

Quem sabe a cantora Maysa não tenha trocado de lugar comigo! Sim! Ela era à frente da sua época e sendo assim não se escandalizaria com essa onda “ ludibrienta” que vejo a cada dia crescer.

Eu não sou desta época onde valores morais e palavras já não têm o mesmo peso e confiabilidade de antes! Eu me recuso a ser desta época e fico aguardando que um gênio humano construa uma máquina de teletransporte para que me reporte para aquela época em que a palavra era a verdadeira expressão do que ia no pensamento saído de um coração sincero. Fosse a verdade que alegra ou aquela que machuca. Mas, você podia acreditar no que se ouvia e aceitá-la ou não era decisão sua. Tendo a convicção de que não era mentira.

Não sou alienada, gosto de tudo de mais moderno tecnológico e dos pensamentos que tentam mudar o mundo para um lugar melhor de se viver. Agora nunca, jamais irei comungar com o que a palavra revela diferente da atitude do homem atual.

Não me sinto desta época porque tudo o que vivo e digo são correlatos. E não finjo, tampouco brinco com o que sinto para alguém, eu respeito. Por fim, não finjo sentimentos e não brinco de viver algo para ser agradável... Eu vivo!

Enquanto não se constroem teletransportes, nós mulheres servimo-nos de um, pois trazemos para o lado de cá as mais belas criaturas, por isso, ao lado dos homens devemos fazer desta época atual um mundo moderno onde apenas a ética, o caráter sejam retrógrados...

E você... É desta época ou também deseja se reportar para outra feito eu?rs



Djanira Luz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

QUERIDO LEITOR, QUE VOCÊ SAIA MELHOR DO QUE CHEGOU AQUI! VOLTE SEMPRE QUE O TEMPO PERMIRTIR OU O CORAÇÃO DESEJAR...rs

;Djanira LUZ